Subir
Loading...
» Pepitas Bíblicas:
30.11.10

Incoerências Trinitarianas

image Quase todos os que crêem na Trindade afirmam ser monoteístas, ou seja, que adoram a um só Deus. Porém, isto se mostra bastante confuso, pois todo trinitariano adora não só ao “Deus-Pai”, mas também ao “Deus-Filho” e ao “Deus Espírito Santo”. Quantos Deuses estão adorando os que crêem nesta doutrina? Sem dúvida, chamá-los “Deuses” indicaria que são politeístas, e “politeísmo” é uma palavra que não faz parte da teologia tradicional. Não obstante, certamente é uma palavra que está sempre presente na prática religiosa. Por isso, os teólogos católicos e protestantes tratam de chamá-los de “Pessoas” e não “Deuses”. Quanta diferença pode existir entre ambas as expressões? Na realidade, nenhuma! Quantas Pessoas adoram os trinitarianos? Esta pergunta sim é admissível aos teólogos; e a resposta é: a três pessoas.

Pode alguém que se considera cristão ser monoteísta se está adorando a Três Pessoas? Agora se torna mais compreensível o porquê de se ter cunhado frases como “adoramos a um só Deus em Trindade”. Contudo, este é um subterfúgio que oculta o carácter politeísta do dogma trinitariano. Além disso, o dogma trinitariano é sustentado por termos técnicos, tais como: (funcionalidade, termo atribuído a Jesus como filho de Deus somente no âmbito terrestre) deus triúno, trindade, deus filho, deus espírito santo. Termos estes que não são encontrados na bíblia. Por outro lado existe sim filho de Deus, e espírito de Deus, não o inverso disso.

A trindade Não é uma doutrina bíblica, a própria palavra trindade nos diz isso, na verdade é uma adoração a três pessoas, e consequentemente três deuses, pois “trindade” significa três deidades. A Trindade é absolutamente contrária à doutrina da Bíblia. Desqualifica Deus como o Soberano do Universo. Jesus não é o Filho de Deus e nem pode ter morrido pelo homem. (co-eterno não pode ser filho e nem morre) Jesus não pode ser um advogado entre Deus e os homens. A figura do Intercessor desaparece da Bíblia. Se como dizem os trinitarianos, Jesus é filho de Deus “funcionalmente” isso contraria vários textos bíblicos, principalmente o de João 3:16, que diz que Deus amou o mundo, neste caso se Jesus não é o filho legitimo de Deus, crêem os trinitarianos que o amor de Deus é literal?

O Credo (trinitário) de Atanásio foi finalmente estabelecido (provavelmente) no século V. Não foi escrito por Atanásio, mas recebeu seu nome. Este é um trecho do credo: “Adoramos um só Deus em trindade... O Pai é Deus, o Filho é Deus, e o espírito Santo é Deus; e, contudo eles não são três deuses, mas um só Deus.” Sendo assim Cristo, de acordo com o credo de Atanásio, é a segunda pessoa da Santíssima Trindade, com o Pai sendo a primeira e o Espírito Santo a terceira. Cada uma dessas pessoas é Deus. Cristo é seu próprio pai e seu próprio filho. O Espírito Santo não é nem pai nem filho, mas ambos. O filho foi gerado pelo pai, mas já existia antes de ser gerado, exactamente o mesmo antes e depois. Cristo é tão velho quanto seu pai e o pai é tão jovem quanto seu filho.
O Espírito Santo procede do Pai e do Filho, mas já era igual a eles antes de proceder, ou seja, antes de existir, mas mesmo assim ele tem a mesma idade que os outros dois. Deste modo, se afirma que o Pai é Deus, que o Filho é Deus e que o Espírito Santo é Deus e que esses três deuses fazem um só deus.

De acordo com a tabela de multiplicação celestial, um é três e três vezes um é um, e de acordo com a regra de subtracção do céu segundo os trinitarianos, se diminuirmos dois de três sobram três, a regra de adição também é estranha: se somarmos dois mais um teremos apenas um, pois cada um é igual a si mesmo e aos outros dois. Complicado não? Como podemos conciliar o pensamento de Atanásio com os seguintes versos bíblicos? Êxodo 20:3 “Não terás outros deuses diante de mim”, o que significa o pronome mim? Seriam três pessoas? Não, não é assim que nos fala o profeta Daniel, “ver” Daniel 2:28.

Sendo uma denominação trinitariana a igreja adventista do sétimo dia diz o seguinte: Com certa frequência, os cristãos foram e, às vezes, ainda são acusados de serem politeístas - adoradores de mais de um Deus. Essa é uma acusação compreensível, mas falsa. Como cristãos, admitimos que existam três Pessoas na Divindade: "são um em desígnio, mente, em caráter, mas não em pessoa". A religião cristã não é uma crença em três deuses separados; ao contrário, é uma crença em um Deus que Se manifesta em três pessoas que trabalham em perfeita harmonia uma com a outra. O difícil mesmo é entender essa questão, como pode ser um só Deus sendo três pessoas se a própria doutrina ensina que cada uma das pessoas é deus? O que o próprio Jesus falou sobre esta questão? Mat. 19:17, Marcos 12:32, João 17:3.

Actualmente inventaram até uma oração para a trindade, que diz assim: "Bom dia Pai celeste; bom dia. Senhor Jesus; bom dia Espírito Santo. Pai Celeste eu lhe adoro Criador e Sustentador do universo. Senhor Jesus, eu lhe presto culto Salvador e Senhor do mundo. Espírito Santo, eu lhe adoro, Santificador do povo de Deus. Gloria ao Pai, ao Filho, e ao Espírito Santo. Como foi no princípio, agora e para sempre, Amem”. Os defensores da doutrina da trindade afirmam que tal doutrina é um mistério, pergunto: se for um mistério como puderam formulá-la? O mistério aconteceu pelo simples fato de recusarem seguir somente o que está escrito na bíblia. Por exemplo: o que disse o apostolo Paulo? Rom 3:20, 16:27 I Cor.8: 4 e 6, Gal 3:20, Efésios 4:6, I Tim. 1:17, 2:5. 

Nos vários versos bíblicos que nos falam de um só Deus, ou que Deus é único; o que fazer a mais para mostrar que a doutrina da trindade não têm apoio bíblico? Vamos Continuar com a analise.

Dentro da visão trinitariana, os três seres da trindade, formam um único Deus, ou seja, partilham da mesma essência divina. Se seguirmos este pensamento nós incorreremos em pelo menos dois problemas.
Problema (1) se este for o caso, nenhuma das três pessoas é deus, necessário seria então um quarto “ser ou elemento” para que pudesse transmitir os seus atributos para os três, e este “ser ou elemento” é que seria deus, pois como a própria doutrina ensina os três seres compartilham de uma só natureza e atributos. Se não for assim cabe uma pergunta: compartilham a natureza e essência de quem?
Entra então o problema (2) se a natureza e a essência são comuns aos três, invariavelmente quer aceitam ou não, os três seres da trindade são três deuses, deixa de ser trindade para se tornar triteísmo. Desculpem-me os trinitarianos, na verdade é a mesma coisa, a doutrina da trindade é só uma camuflagem do triteísmo.
Deus é um ou uma trindade? O que nos diz a bíblia? Tiago 2:19, Judas 25. Devemos de atentar para os versos que foram analisados, vários deles falam de Deus e incluem a Jesus Cristo, ora se Jesus é o Deus eterno para que fazer tal distinção?

Entre o ensinamento dos homens e a bíblia fico com a Bíblia, Deut. 6:4.

Evandro da Cunha Madeira

: Lista de Comentários :

: solidariedade :

The Breast Cancer Site