Subir
Loading...
» Pepitas Bíblicas:
12.5.07

A Parábola do Semeador


Nada há que seja novo debaixo do sol. ecles.1:9

» Eis que saiu a semear, aquele que semeia , MATEUS: 13:3 » - «A semente é a palavra de Deus» Lucas 8

ISAIAS 55:10;11
10- Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador, e pão ao que come,1- assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.

1 - Introdução

Hoje vemos milhares de pregadores pregando, cada um no seu estilo, cada um com um enfoque diferente, cada um com uma mensagem especial.
PORQUE SERÁ QUE A PALAVRA PREGADA HOJE NÃO PRODUZ EFEITOS OU FRUTOS, SEJA NO APELO “SAI DELA POVO MEU” OU NA CONVERSÃO NA VIDA DOS OUVINTES?
Milhares de pessoas continuam ouvindo e continuam na mesma vida, despreocupada, desregrada, sem interesse pelo próximo ou pelo futuro.

2 - NÃO DEVERIA SER ASSIM, A BÍBLIA DIZ QUE NÃO !

Cristo nos diz que o pregador evangélico saiu para semear.
Note-se que ele salienta não só o fato de semear mas também o ato de Sair...
Saiu sím!
Pois no dia da colheita hão de ser contados não só os resultados da semeadura mas também os passos dados para executa-la!
Para quem trabalha com Deus até o sair já é semear porque na obra de Deus até dos passos se colhe frutos.. Pois o sair mostra o carácter daquele que trabalha com Deus e esse carácter testemunha a obra de Deus na vida daquele que sai a semear.

3 - Mas se o semeador evangélico saísse e:


  1. encontrasse o campo tomado.

  2. Se armassem contra ele os espinhos.

  3. Se levantassem contra ele as pedras.

  4. Selhe fechassem os caminhos.

O que haveria ele de fazer?
Todas essas dificuldades encontrou o semeador da parábola, ele saiu a semear sim mas com pouca sorte.



  1. Uma parte do trigo caiu entre os espinhos e os espinhos o afogaram.

  2. Outra parte caiu sobre as pedras, e secou-se por falta de umidade.

  3. Outra parte caiu no caminho e os homens o pisaram e as aves o comeram.


Veja-se que todos os tipos de criaturas do mundo se levantaram, e se levantam ainda hoje, contra a palavra de Deus.



  • As criaturas racionais como os homens.

  • As criaturas instintivas como os animais

  • As criaturas vegetativas como os vegetais.

  • As criaturas insensíveis como as pedras.


«E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.» Marcos 16:15

Qual deveria ser a atitude do semeador?- Abandonar a lavoura?

O Lavrador não abandonou a lavoura e, para sua felicidade, a ultima parte , a que caiu em terra boa produziu muito e compensou as perdas dos demais campos.
Esse semeador é um grande exemplo a ser seguido, pois mesmo que a maior parte da minha vida tenha sido de semeadura infrutífera ainda posso ter esperança com relação a ultima parte.



4- A semente, a Palavra de Deus e o Coração dos homens.

A semente é a palavra de Deus. A terra onde Caíram as semente são os corações dos homens.
Mas e os outros personagens?
Os Espinhos As Pedras . O Caminho A terra Boa.
Retorna sempre a pergunta que nos perturba :- ONDE ESTÁ HOJE O GRANDE FRUTO DA PALAVRA QUE PREGAMOS ?
Se ela é poderosa porque vemos tantas pregações e tão poucas conversões?

A Palavra nos diz que cada semente lançada produziu cem!?
Eu ficaria contente se a cada cem pregações se convertesse um coração...
Esse é o assunto do sermão de hoje...

Que ele sirva para mim para que eu aprenda a pregar e sirva a vocês para que possam aprender a ouvir.
QUAIS AS RAZÕES DE TÃO POUCO FRUTO? EM QUEM ESTÁ O DEFEITO?



  • No pregador

  • No ouvinte

  • Em Deus

  • O pregador tem a mensagem

  • O ouvinte tem o entendimento

  • Deus tem a Graça

Qual deles está Falhando?

1- Não pode ser falha de Deus pois Deus nunca falha – isso é um princípio de fé. – Notem que a perda das sementes se deram, uma pelos espinhos, outra porque as pedras não tinham terra, e outra porque os homens pisaram e as aves comeram.
No século XIX uma famosa pregadora chegou a pregar a heresia de que Deus tinha tapado os olhos do povo para que o povo caísse em erro. Deus nunca labora no erro.

Notem que a Parábola não diz que faltou sol ou chuva, não foram nem o sol nem a chuva as causas da perda das sementes.



  • O fato da palavra não frutificar não foi por causa de factores celestiais. – a culpa sempre e nossa.

  • Deus está sempre pronto para ajudar. – Se Deus dá o sol e a chuva para os Bons e os Maus seguramente ele não negará o sol e a chuva aos maus que pretendem tornar-se bons.
    Se a palavra de Deus não Deixa de frutificar por parte de Deus, então deve ser por causa dos ouvintes ou dos pregadores!


2- Não me parece que seja por causa dos ouvintes, pois a palavra de Deus caindo na terra, ainda que não produza frutos produz efeitos.
Vejam que a semente que caiu no meio dos espinhos foi sufocada, mas nasceu
A semente que caiu nas pedras secou-se mas nasceu
A semente que caiu em terra boa frutificou muito cem por um.
Como se vê a Palavra de Deus produziu efeito mesmo quando atacada por forças da natureza.


Mas o que dizer dos homens; dos ouvintes?



  • Ouvintes pedras

  • Ouvintes espinhos

Deus nos livre das vontades endurecidas, A vara de Moisés tirou água da pedra mas nada se pode tirar de corações endurecidos.
E os ouvintes espinhos? só ouvem para criticar, para ferir, para desviar o conteúdo da mensagem.

Apesar de tudo isso diz a parábola que a semente nasceu, produziu um efeito.
Convém lembrar que :- Ainda há esperança para pedras e para os espinhos, os espinhos o coroaram e as pedras o aclamarão.
Logo a falta de fruto, ou de efeito, não é culpa nem de Deus nem dos ouvintes!!! Logo fica claro que a falta de fruto só pode ser culpa do pregador.

No que pode o pregador estar falhando?



  • A sua pessoa.

  • O seu conhecimento

  • O assunto que prega

  • O estilo

  • A voz com que fala.


A Pessoa não pode ser:-



  • Será que os pregadores do passado eram pessoas santas? Tinham bom exemplo?

  • Vejam David, Salomão, Pedro, Os filhos de Zebedeu, Paulo

O conhecimento não pode ser:-



  • Será que os pregadores do passado eram homens muito instruídos? Basta ver as histórias dos profetas e ficar sabendo que entre eles havia homens sem cultura nenhuma, até mesmo uma jumenta serviu de intermediário entre Deus e Balaão.

  • O Estilo, é calmo é violento usa tecnologia moderna audio-visual?

  • Pedro era grandiloquente e violento; Paulo era culto e cheio de figuras de linguagem, João Batista era violento e directo, João Evangelista era calmo e amoroso.


  • Recursos técnicos eram somente a voz e a sinceridade.

    A voz com que se fala:

  • Moisés era Gago ou fanhoso.

  • A verdade é que não poderia haver pior pregador do que Jonas e no entanto ele conseguiu converter uma cidade com uma única mensagem – Nínive será subvertida

  • Jonas pregava um único assunto, a palavra de Deus e converteu a cidade. E tudo isso com muita má vontade.
    Mas se assim é, ainda não encontramos a causa de tão pouco fruto.

  • Já sabemos sim que deve ter uma relação com o pregador mas como.
    A culpa não é da pessoa que prega, nem do estilo que usa nem do assunto que trata, nem do conhecimento grande nem da voz

  • Moisés não tinha voz

  • Amos era grosseiro

  • Salomão falava de muitos assuntos

  • Balaão dava mau exemplo

  • A mula de Balaão não tinha nenhum conhecimento.
    No entanto todos eles falando persuadiam e convenciam. Pregaram a Palavra de Deus e produziram efeitos e frutos

Qual será então a causa de que a palavra semeada hoje não produz fruto?



  • A semente é a Palavra de Deus.

  • O problema é que nós não pregamos mais a Palavra de Deus.
    A verdade é que se prega hoje palavras de Deus e não A PALAVRA DE DEUS.
    Usar palavras de Deus até o diabo sabe usar e usou na tentação de Jesus. Os pregadores usam palavras de Deus e modificam o seu sentido.
    Tem sido moda até pregar dos púlpitos palavras de outros autores, os quais escolhem palavras de Deus, umas aqui e outras ali, para construir um entendimento pessoal da mesma forma que o diabo fez na tentação de Jesus. Procuram agradar o público fazendo do púlpito um palco ou um picadeiro de circo.
    A Pregação
    A pregação que aproveita não é aquela que da prazer ao ouvinte e sim aquela que o acorda para sua condição de pecador.

  • Ouço um pregador saio contente com o sermão.

  • Ouço o outro saio muito triste comigo mesmo.
    Qual a mensagem que produziu efeito e poderá frutificar, a primeira ou a segunda?

  • Nossas pregações não produzem fruto nem efeitos porque não estamos pregando a Palavra de Deus, estamos sim usando palavras de Deus para pregar uma mensagem nossa, de nosso interesse e de nosso orgulho.

    Está na hora de acordarmos e nos dedicarmos a Palavra de Deus, o tempo é curto e nós estamos desperdiçando nosso tempo em discussões inúteis para a salvação.

    « Este texto é uma paráfrase produzida por Eloy Arraes Vargas, de um sermão pregado por Antonio Vieira em 1655 »

: Lista de Comentários :

: solidariedade :

The Breast Cancer Site